domingo, 13 de novembro de 2011 0 comentários

A Fonte e a Flor - Cair das Folhas

Vicente de Carvalho


Deixa-me, fonte, dizia,
A flor, tonta de terror,
E a fonte, rápida e fria,
Cantava, levando a flor.

Deixa-me, deixa-me, fonte,
Dizia a flor, a chorar.
Eu fui nascida no monte,
Não me leves para o mar!

E a fonte, rápida e fria,
Com um sussurro zombador,
por sobre a areia corria,
Corria, levando a flor.

"Ai, balanços do meu galho,
Balanços do berço meu,
Ai, claras gotas de orvalho,
Caídas do azul do céu!"

"Carícias das brisas leves
Que abrem rasgões de luar,
Fonte, fonte, não me leves,
Não me leves para o mar!"

.........

As correntezas da vida
E os restos do meu amor

Resvalam numa descida

Como a da fonte e da flor...



0 comentários

JOSÉ AUGUSTO - LUZES DA RIBALTA (LIMELIGHT)


Luzes da Ribalta

José Augusto

Vidas que se acabam a sorrir
Luzes que se apagam nada mais
É sonhar em vão, tentar ao outro iludir
Se o que se foi, prá nos não voltará jamais
Para que chorar o que passou
Lamentar perdidas ilusões
Se o ideal que sempre nos acalentou
renascerá em outros corações


 
;