domingo, 26 de setembro de 2010 0 comentários

Em homenagem aos idosos no seu dia 27 de setembro vamos recordar a Dona Benta do Sítio-do-Pica-Pau Amarelo

Dona Benta

Zé Luis

Composição: Ivan Lins / Vitor Martins

Que pessoa é essa

Que fazendo as contas

Que contando os pontos

Faz um lindo bordado

Que pessoa é essa

Que tem a liberdade

De abrir a janela esbarrando no verde

Que magia é essa?

Que milagre é esse?

Hunhummmm

Mas que magia é essa?

Que milagre é esse?

Hunhummmm

Que pessoa é essa

Que não se desaponta

Que nunca se espanta

Que vive e que sonha

Que pessoa é essa

Que sem nenhum esforço

No jantar ou almoço

Tem a mesa farta

Mas que magia é essa?

Que milagre é esse?

Hunhummmm

Mas que magia é essa?

Que milagre é esse?

Hunhummmm

0 comentários
Dia 27 de setembro comemoramos o Dia do Idoso.
A eles a minha homenagem


O Dia do Idoso


Hoje é o dia do idoso.
Não posso deixar passar
sem pedir a todos os jovens
para os seus velhinhos respeitarem.

II

Mesmo por força maior
que tenham de ir para o lar,
pelo menos uma vez por semana
peço-vos que os vás visitar.

III

Este pedido que vos faço
e me deveis obedecer,
lembrai-vos que hoje sois jovens
amanhã, idosos ides ser.

IV

Mesmo que sejas emigrante
e longe dos vossos pais,
com um pequeno telefonema
os vossos velhinhos alegrais.

V

Eu seria muito feliz
e teria gosto de viver
se ainda tivesse os meus pais
para companhia me fazerem.

Jaime Afonso – Alturas do Barroso - Portugal


Fonte: Portal da Família

http://www.portaldafamilia.org.br/datas/avos/poemaidoso.shtml

terça-feira, 7 de setembro de 2010 0 comentários

Mais um Setembro....

"Poderia ser mais um setembro,
que por si só já é encanto.
Mês das flores, clima suave, amores...

Poderia ser mais um dia comum
que por si só tem seu sabor
mas não foi...

Só nós sabemos...
Mas, não pudemos mudar o destino
tampouco sentimentos....

E a roda viva do tempo
trouxe e trará outros setembros
eu sei....

Com eles, vieram e virão novas flores
novos dias, suas cores,
primaveras...

E a contínua espera
em que novamente floresça,
no frio dessa ausência sentida,
O amor... combustível da vida...."
(Rose Felliciano)


http://sitedepoesias.com.br/poesias/32578


 
;