domingo, 3 de maio de 2009

Poeira da Saudade







SAUDADE

autor desconhecido



E caminhamos juntos tanto tempo,
durante tanto tempo foste minha, fui teu
Mas de um amor que parecia eterno
tudo se foi, tudo morreu

Hoje vives a pensar em outro
sei que o meu amor já esquecestes,
não mais pulsa por mim teu coração
e o nome teu ainda murmuro,
a voz soluça num lamento vão.
O destino que um dia nos unira,

este mesmo destino sem piedade
foi se embora não mais voltou,
deixando apenas "Uma saudade".
Tão distantes agora um do outro,

dois estranhos apenas nada mais,
passas por mim altiva indiferente,
para outro homem, sei que vais,
deixando apenas "A saudade".

Mas tu não sabes que quando, por ti passo,
sem ao menos te olhar,
a saudade que ainda levo comigo,
dentro da alma a chorar.

Uma pobre saudade dorida,
da esperança que voce me deu,
uma louca saudade que não morre,


Fonte: http://www.amorepaixao.com.br

0 comentários:

 
;