segunda-feira, 22 de setembro de 2008

POEIRA DA SAUDADE ( Danças Tradicionais Gaúcha)



Neste dia em que dedico minha homenagem a todos gaúchos e gaúchas não poderia deixar de relembrar algumas danças de CTG. Lindas!!!


Rancheira De Carreirinha


(Paixão Cortes / Barbosa Lessa)


Vem cá, vem cá,

minha linda gauchinha,

Pra nós ‘dançá'

rancheira de carreirinha [repete]

Nesta parte a dança é fácil

porque só se tem que rancheirar,

mas depois já se complica,

por isso eu vou lhe explicar:

leve um pé bem para o lado,

junte o outro pé e repita este passo;

dê depois a carreirinha

mas não vá ‘perdê' o compasso!

Um passo e outro

E agora a carreirinha

Pra o outro lado

Esta parte é puladinha [repete]

Esta dança é muito fácil

só tem que cuidar a carreirinha

pois se o índio se descuida

pisa ‘os pé' da gauchinha.


E agora, minha gente,

vamos todo o mundo ‘arrodear',

mas se alguém tiver vontade

que se prenda a sapatear


_____________


Cana-verde
(Barbosa Lessa / Paixão

Eu plantei a cana-verde

sete palmo de fundura.

Não levou nem sete dia

e a cana estava madura.

(Refrão) Ai-ai! Meu Bem ............. [repete 4 x]

Não levou nem sete dia

e a cana 'stava madura.


Eu plantei a cana-verde

ninguém me ajudou a plantar.

(bis)Depois da cana madura todos queriam chupar.

Ai-ai! Meu Bem ............. [repete 4 x]

Depois da cana madura todos queriam chupar

______________


Chimarrita Balão
Paixão Cortes


A Chimarrita-Balão, ai...!

Não é pra todos dançar

É pra quem tem o pé leve, ai meu bem!

Pra quem sabe sapatear. (bis)


Atirei na saracura, ai...!

matei o "saracurão"

E a saracura voou, ai meu bem

Foi parar no lagoão


A Chimarrita-Balão, ai...!

Não é pra todos dançar

É pra quem tem o pé leve, ai meu bem!

Pra quem sabe sapatear. (bis)


Atirei na saracura, ai...!

matei o "saracurão"

E a saracura voou, ai meu bem

Foi parar no lagoão
___________



Chimarrita

Paixão Cortes e Barbosa Lessa


Chimarrita vou Cantar

Que ainda hoje não cantei

Deus lhe dê muito boa noite

Que ainda hoje não lhe dei

Me diga moça bonita

Onde é a sua morada

Pra quem tem cavalo bom

Um galope não é nada

Chimarrita diz que tem

Um cavalinho alazão

Ela também diz que é dona

Do meu pobre coração

Chimarrita que eu canto

Vem de cima da serra

A pular de galho em galho

Até chegar na minha terra

Chimarrita morreu ontem

Ontem mesmo se enterrou

Quem falar da Chimarrita

Leva o fim que ela levou

______________


Balaio
(Paixão Cortes / Barbosa Lessa)

Eu queria sê balaio, balaio eu queria sê


Para andar dependurado na cintura de você


Balaio meu bem, balaio sinhá


Balaio do coração


Moça que não tem balaio, sinhá


Bota a costura no chão


Eu queria sê balaio na colheita da mandioca


Para andar dependurado na cintura das chinoca


Balaio meu bem, balaio sinhá


Balaio do coração


Moça que não tem balaio sinhá


Bota a costura no chão


Mandei fazer um balaio pra guardar meu algodão


Balaio saiu pequeno não quero balaio não


_________

Caranguejo

(Barbosa Lessa

Caranguejo não é peixe


Caranguejo peixe é,


Se não fosse o caranguejo


Não se dançava em Bagé.


Caranguejo não é peixe


Caranguejo peixe é:


caranguejo perna-fina


Não agüenta o "balance".


Caranguejo não é peixe


Caranguejo peixe é:


Eu já vi um caranguejo


Sentado e lavando os pé.


Caranguejo não é peixe


Caranguejo peixe é:


eu já vi o caranguejo


Namorando uma "muié".


___________

Maçanico
Paixão Cortes


Maçanico, maçanico

Maçanico do banhado

Quem não dança o maçanico

Não arruma namorado

Maçanico, maçanico,

Mas que bicho impertinente

Maçanico vai-te embora

Na tua casa chegou gente [repete]

Foto do blog: http://www.bombachalarga.viablog.com.br/


1 comentários:

LIZI disse...

pra mim que estou dançando invernada eu adorei hije dia 5\5\10 eu aprendi oa cana verde
eu ja sei todas que mostra ai menos o balaio com o prof:nico e a dona valdesi

 
;