sábado, 9 de agosto de 2008

POEIRA DA SAUDADE (DIA DOS PAIS)


DIA DOS PAIS

Meu papaizinho: estas flores
Flores plantadas por mim
Cuidadas por meus amores,
Colhidas no meu jardim

Eu mesma pus a semente
Na terra fofa e macia
E ia regá-las contente
Sem me esquecer um só dia

Vejo o primeiro brotinho
E mais um outro surgiu
E todo o meu jardinzinho
De verde se coloriu

Chegaram flores vaidosas,
Veludos, flocos, cetins.
Eram vermelhas as rosas
Eram de prata os jasmins

Sentia ciúmes danados
Das abelhas, já se vê!
Dos passarinhos ousados,
Das borboletas...Por que?

Por que eu nunca consentia
Que alguém as tocasse, enfim.
E ai das formigas que eu via
Rondando pelo jardim!

Mas hoje foi diferente
Colhi-as sem ter um ai!
Para dá-las de presente
Ao meu querido Papai!

0 comentários:

 
;