domingo, 31 de agosto de 2008 0 comentários

QUADRINHAS



Continuando meu repertório de "bregas"... que eu discordo e prefiro chamar de "romantismo" deixo hoje estas quadrinhas:

O meu coração te dei

a outro não posso dar

Que serei feliz contigo

é o que te posso afirmar

Queria ser a toalha

para teu rosto secar

Queria ter mais idade
para contigo casar

Cada dia que passa

te amo com mais vigor

Não esqueço um só minuto

de você meu grande amor

Escrevi seu lindo nome

na branca areia do mar

as ondas vieram ligeiro

seu lindo nome beijar

0 comentários

DOCES LEMBRANÇAS(SE AMAR É VIVER,NOITES,A MENINA QUE CRESCEU,OLHOS TRISTES)

Barros de Alencar e suas lindas canções.
Fico triste quando dizem: "brega" que significa "deselegante", "cafona".
Se souberem interpretar a letra verão que não tem nada de deselegante.
O amor, o respeito, o romantismo talvez esteja fora de moda (porque os românticos tem vergonha de assumirem e serem chamados de brega), mas deselegante são aquelas letras que não dizem nada, não transmitem sentimento.



Rômanticos !!!Cadê vocês??? Será que só eu existo desta classe em extinção???
Deem sinal de vida, por favor e digam que eu não sou a unica.



SE AMAR É VIVER – Barros de Alencar
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você



Eu amo você,faz tanto tempo,
Mas nunca,nunca tive a coragem
de falar pra você os meus sentimentos ...
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você

Lembro de você do tempo da escola ..
suas tranças, seu avental azul,seu sorriso tão lindo..
Eu, eu era aquele que escrevia no seu caderno, aquelas frases de amor ...




Mas você nunca imaginou, que era eu aquele menino tímido,
o seu grande admirador apaixonado..
Eu, morria de vergonha de tão só pensar
que você algum dia soubesse do meu amor por você...



Eu sempre lhe amei, sempre ..
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você


Hoje depois de tanto tempo encontrei você na rua
Que linda que você estava,
E eu falei pra mim mesmo, hoje não vou ser covarde,
Vou falar pra ela tudo, tudo aquilo que a muito tempo
eu tenho guardado no meu coração ...
Mas de repente, uma criança correu para os seusbraços,
chamando-te de mãe...
e outra vez esse medo antigo,
percebi então que já era tarde demais,
demasiado tarde para nós ...
E sem que você me visse fui embora,
Fui embora chorando e cantando essa canção...


Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você
Se amar é viver, eu vivo porque amo você.....

_________




NOITES –Barros de Alencar





Noites, todas as noites
Eu desço sua rua, a rua que é minha
A rua da rua da minha tristeza
Noites, eu pela calçada
Calçada que é sua, calçada da rua
Em que mora você
E lembro o seu rosto,
e choro com um pranto
Com um pranto da chuva,
da chuva que cai
Que cobre essa rua,
a rua que é nossa
A rua que é sua,
em que mora você
Mil mentiras disseram,
mil coisas fizeram
Para eu ficar longe de você
E vou triste a seguir
Sem poder me esquecer
Querendo somente lhe ver
E a dor que está em mim
Já não cabe no meu peito
Será que estou perto do fim?


Noite, pobre noite
Caminho, e esta rua, só tristeza
Noite, e eu sem você
Que nem à janela, saiu para me ver
Noites, você está dormindo
E eu estou seguindo na rua a cantar
Chorando, chorando,
pensando, pensando
Somente em te amar
________________

A MENINA QUE CRESCEU – Barros de Alencar

Linda menina que cresceu

se fez mulher me esqueceu
Já nem se lembra mais
nossa casinha de brinquedo


Nossas coisas em segredo
da nossa infância que ficou pra trás
Sua boneca eu consertava
eu que fazia as suas tranças
Com você eu era tão feliz

Meu Deus por que fomos crescer?
Pra de repente eu lhe perder
você é tudo que eu sempre quis
Aos domingos te levava ao parquinho
o teu sorriso era tudo para mim
Recordo ainda as palavras de carinho
que com doçura você me dizia assim:

"Quando eu crescer, meu bem
hei de ser sua e você só meu"


Nós dois crescemos
porém você me esqueceu.

__________


OLHOS TRISTES-Barros de Alencar




Olhos tristes tem segredos

Que não posso revelar
Meu bem
Por que esse olhar perdido
num ponto do infinito?
Por que essa nuvem de tristeza
nesse olhar tão bonito?
Crê em mim, a vida é linda
Crê no bem que eu acredito

Não pergunte que eu não digo
Não insista que eu não vou contar
Olhos tristes tem segredos
Que não posso revelar

Tristeza do teu olhar
é chuva que vai passar
quero que saibas meu anjo
A tristeza que sentires
Vai ser depois arco-iris
Hoje choras, é verdade
Amanhã sentirás felicidade

Os segredos de uma chuva
Arco-iris sempre vem contar
Olhos tristes têm segredos
Que não posso revelar

Vou contar-lhe um segredo
Afinal, venci o medo
Eu te amo, vida minha
Preciso confessar
E é por isso que eu não gosto
De ver triste o teu olhar.

As meninas dos mes olhos
De alegria estão a cantar
Olhos tristes eram tristes
Tão somente por te amar.

___________

sábado, 30 de agosto de 2008 0 comentários

POEIRA DA SAUDADE ( Modinha - Cecília Meireles)


Tuas palavras antigas
deixei-as todas, deixei-as,
junto com as minhas cantigas,
desenhadas nas areias.

Tantos sóis e tantas luas
brilharam sobre essas linhas,
das cantigas -que eram tuas-
das palavras -que eram minhas!

O mar, de língua sonora,
sabe o presente e o passado.
Canta o que é meu, vai-se embora:
que o resto é pouco e apagado.
domingo, 24 de agosto de 2008 2 comentários

BRINCADEIRAS INFANTIS ( Dona Cândida)

Retomando minhas recordações continuo buscando na minha memória as brincadeiras de roda.Esta que hoje relembro, não tenho bem clara na lembrança.As vezes a memória também falha.Alguém ficava no centro da roda cobrindo o rosto com as mãos, enquanto as crianças da roda cantavam:


DONA CÂNDIDA


Senhora dona Cândida

coberta de ouro e prata

descubra o seu rosto

quero ver a sua graça


Dona Cândida respondia:


Que anjos são esses

que tanto me rodeiam

é de noite é de dia

padre nosso,ave-maria



....e depois não recordo mais, lembro-me que alguns ficavam passando por debaixo das mãos dadas dos que estavam em roda...não sei a continuidade...


SE ALGUÉM SOUBER VENHA COLABORAR COMIGO,FICAREI MUITO GRATA.




domingo, 17 de agosto de 2008 0 comentários

MINHA HOMENAGEM AOS ESTUDANTES




Atrasada mas ainda em tempo de prestar minha homenagem aos estudantes pela passagem do seu dia(11 de agosto). Não encontrei uma mensagem sequer que pudesse dedicar aos nossos estudantes.

Poetas! Atenção! Procuro alguém com inspiração para escrever uma linda dedicatória aos estudantes.Afinal eles também merecem.


Eu, como não tenho esse dom, deixo minha singela homenagem através destas letras de música, afinal, estudante não rima... mas tem tudo a ver com namoro, pois dentre todas as matérias a que melhor aprende é justamente a que não é ensinada: o namoro.




Coração De Estudante


Milton Nascimento


Quero falar de uma coisa

Adivinha onde ela anda

Deve estar dentro do peito

Ou caminha pelo ar

Pode estar aqui do lado

Bem mais perto que pensamos

A folha da juventude

É o nome certo desse amor

Já podaram seus momentos

Desviaram seu destino

Seu sorriso de menino

Tantas vezes se escondeu

Mas renova-se a esperança

Nova aurora a cada dia

E há que se cuidar do broto


Pra que a vida nos dê flor e fruto

Coração de estudante

Há que se cuidar da

que se cuidar do mundo

Tomar conta da amizade

Alegria e muito sonho

Espalhados no caminho

Verdes, plantas, sentimento

Folha, coração, juventude e fé






O CADERNINHO


Erasmo carlos

Eu queria ser o seu caderninho





Pra poder ficar juntinho de você





Inclusive na escola eu iria com você entrar





E na volta juntinho ao seu corpo eu iria ficar





E em casa então, você me abriria





Para me estudar, e se assustaria





Ao ver revelado em seu caderninho o meu rosto





Me olhando dizendo baixinho





Benzinho eu não posso viver longe você





Solo:Eu queria ser o seu caderninho





Pra poder ficar juntinho de você





Inclusive na escola eu iria com você entrar





E na volta juntinho ao seu corpo eu iria ficar





Em casa entrar, você me abriria





Para me estudar, e se assustaria





Ao ver revelado em seu caderninho o meu rosto





Me olhando dizendo baixinho





Benzinho eu não posso viver longe você



___________________






PRA VER SE COLA



Trem da Alegria




Entre borrachas e apontadores




Mora o meu grande amor




Colei seu nome, com varias cores




No livro que ela me emprestou
Mandei mil balas e mariolas




Roubei as flores todas do jardim




Eu faço tudo na minha escola




Pra vê se ela gosta de mim
Cola o teu desenho no meu




Pra vê se cola




Cola o meu retrato no teu




E me namora




Comigo nessa dança




É sonho de criança




E o meu coração colado ao teu




Pra vê se cola
Cola o teu desenho no meu




Pra vê se cola




Cola o meu retrato no teu




E me namora




Comigo nessa dança




É sonho de criança




E o meu coração colado ao teu




Pra vê se cola




_____


E esta eu dedico aos estudantes crianças, que ainda gostam de estudar...amam a escola, seus professores e colegas



CADERNO




Toquinho

Sou eu que vou seguir você




do primeiro rabisco até o bêabá




em todos os desenhos coloridos vou estar




a casa, a montanha, duas nuvens no céu




e um sol a sor - rir no pa - pel




Sou eu que vou ser seu colega,




seus problemas ajudar a resolver




te acompanhar nas provas bimestrais,




você vai ver




Serei de vo - cê confidente fiel,




se seu pranto molhar meu papel




Sou eu que vou ser seu a - migo,




vou lhe dar abrigo,




se você quiser




quando surgirem seus primeiros raios de mulher




A vida se abrirá num feroz carros - sel




e você vai rasgar meu papel




O que está escrito em mim




ficará guardado, se lhe dá prazer




A vida segue sempre em frente,




o que se há de fa - zer




Só peço a você um favor,




se puder:




Não me esqueça




num canto qualquer.






A TODOS OS ESTUDANTES DO BRASIL, PARABÉNS! VOCÊS SÃO A ESPERANÇA DE UM FUTURO MELHOR!
domingo, 10 de agosto de 2008 0 comentários

O MELHOR DOS AMIGOS


Você é o meu maior amigo

Tudo que eu sou devo a você

Onde eu for você está comigo

Sua mão sempre a me proteger

Trago no meu canto uma verdade

Que eu guardo no meu coração

É possível ter até saudade

De quem vive na imaginação

Você meu pai, que me ensinou

Que na tristeza sempre resta uma esperança

Você meu pai, que me mostrou

Que todo homem guarda um sonho de criança

Você falou e acreditou

Que a fé remove qualquer pedra do caminho

Você viveu com muito amor

Me ensinando que ninguém está sozinho

Eu aprendi e sei que nadaÉ mais bonito que um sorriso de criança

Saber amar e perdoar

São coisas simples que eu trago na lembrança

Eu quero ver o sol nascer

E os passarinhos livres despertando as flores

Eu quero crer e quero ter

Um arco-íris sobre a terra toda em cores

Quero sentir que o coração

Ainda guarda um lugar pros sentimentos

Eu vou gritar pro mundo ouvir:

"O amor está presente em todos os momentos"!

Você meu pai, meu grande amigo

Que me ensinou a perdoar meus inimigos

Eu vim dizer e agradecer

Pois não seria o que sou sem ter você.


sábado, 9 de agosto de 2008 0 comentários

DOCES LEMBRANÇAS (Músicas para meu pai)




MINHA HOMENAGEM AO MEU PAI LAUDELINO
MEU QUERIDO,MEU VELHO,MEU AMIGO

Roberto Carlos





Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo



Me dizendo coisas, um grito, me ensinando tanto, do mundo...



E esses passos lentos, de agora, caminhando sempre comigo,



Já correram tanto, na vida,Meu querido, meu velho, meu amigo



Sua vida cheia de histórias, e essas rugas marcadas pelo tempo,



Lembranças de antigas vitórias ou lágrimas choradas ao vento...



Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo



Me calando fundo na almaMeu querido, meu velho, meu amigo



Seu passado vive presente, nas experiências contidas,



Nesse coração consciente, da beleza das coisas da vida.



Seu sorriso franco me anima seu conselho certo me ensina,



Beijo suas mãos e lhe digo



Meu querido, meu velho, meu amigo



Eu já lhe falei de tudo,



Mas tudo isso é pouco



Diante do que sinto...



Olhando seus cabelos tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo



Meu querido, meu velho, meu amigo.




_________________________

VELHO



Altemar Dutra




É um bom tipo, meu velho



Que anda só e carregando



Sua tristeza infinita



De tanto seguir andando



Eu o estudo desde longe



Porque somos diferentes



Ele cresceu com os tempos



Do respeito e dos mais crentes




Velho meu querido velho



Agora caminha lento



Como perdoando o vento



Eu sou teu sangue meu velho



Teu silêncio e o teu tempo





Seus olhos são tão serenos



Sua figura é cansada



Pela idade foi vencido



Mas caminha sua estrada



Eu vivo os dias de hoje



tu o passado lembra



Só a dor e o sofrimento



Tem sua história sem tempo





Velho meu querido velho



Agora caminha lento



Como perdoando o vento



Eu sou teu sangue meu velho



Teu silêncio e o teu tempo



Velho meu querido velho



Eu sou teu sangue meu velho



Teu silêncio e o teu tempo





Velho meu querido velho...



____________________________



Meu pai brincando de vovô com meu filho...

Com a letra desta música do Fábio Jr quero homenagear todos os pais, especialmente meu esposo LUIZ LUZ e meu pai LAUDELINO a quem dedico todo este espaço de hoje.


PAI



Fábio Jr



Pai, pode ser que daqui a algum tempo



Haja tempo pra gente ser mais



Muito mais que dois grandes amigos, pai e filho talvez



Pai, pode ser que daí você sinta, qualquer coisa entre esses vinte ou trinta



Longos anos em busca de paz....



Pai, pode crer, eu tô bem eu vou indo, tô tentando vivendo e pedindo



Com loucura pra você renascer...



Pai, eu não faço questão de ser tudo, só não quero e não vou ficar mudo



Pra falar de amor pra você



Pai, senta aqui que o jantar tá na mesa, fala um pouco tua voz tá tão presa



Nos ensine esse jogo da vida, onde a vida só paga pra verPai, me perdoa essa insegurança, é que eu não sou mais aquela criança



Que um dia morrendo de medo, nos teus braços você fez segredo



Nos teus passos você foi mais eu



Pai, eu cresci e não houve outro jeito, quero só recostar no teu peito



Pra pedir pra você ir lá em casa e brincar de vovô com meu filho



No tapete da sala de estar



Pai, você foi meu herói meu bandido, hoje é mais muito mais que um amigo



Nem você nem ninguém tá sozinho, você faz parte desse caminho



Que hoje eu sigo em paz



Luiz, receba esta homenagem dos teus filhos e esposa.
_______________________



MEU VELHO PAI


Carmem Silva




Meu velho pai


Preste atenção no que eu lhe digo


Meu pobre papai querido


Enxugue as lágrimas do rosto


Porque papai que você chora tão sozinho


Me conta meu papaizinho


O que lhe causa desgosto


Estou notando que você esta cansado


Meu pobre velho adorado Sua filha esta falando


Quero saber qual a tristeza que existe


Não quero ver você triste


Por que é que esta chorando?


Quando lhe vejo tão tristonho desse jeito


Sinto estremecer meu peito


Ao pulsar meu coração


Meu pobre pai você sofreu pra me criar


Agora vou lhe cuidar


Essa é a minha obrigação


Não tenha medo meu velhinho adorado


Estarei sempre ao teu lado


Não lhe deixarei jamais


Eu sou o sangue do seu sangue papaizinho


Não vou lhe deixar sozinho


Não tenha medo meu pai


Você sofreu quando eu era ainda criança


Não me sai mais da lembrança


Seus carinhos, seus cuidados


Eu fiquei grande, estou seguindo meu caminho


E você ficou velhinho


Mas estou sempre ao seu lado


Meu pobre pai,


seus passos longos silenciaram


Seus cabelos branquearam


Seu olhar escureceu


A sua voz quase que não se ouve mais


Não tenha medo meu pai


Quem cuida de você sou eu


Meu papaizinho não precisa mais chorar


Saiba que não vou deixar


Você sozinho, abandonado


Eu sou seu guia, eu sou seu tempo e sou seus passos


Sou sua luz e sou seus braços
Sou sua filha abençoada


__________________

Para finalizar, como gaúcha que sou não poderia deixar de recordar essa núsica.Estendendo essa homenagem á todos os pais que partiram desta vida e deixaram como herança aos filhos tudo o que aprenderam.

TROPEIRO VELHO


Teixeirinha




Sentado à beira do fogo sentindo o peso da idade



tão triste o velho tropeiro



quase morto de saudade



oitenta anos nas costas



sempre lidou com boiada



mas nunca em suas andanças



deixou um boi pela estrada



agora não pode mais



seu corpo velho, cansado



às vezes fica caducando



e começa a gritar pro gado,



ÊRA BOI, ÊRA BOIADA!



se assusta e recobra os sentidos



de novo fica calado



este velho de oitenta



muito pra mim representa



ouça o meu verso rimado.




Tropeiro velho, que tanta tristeza


esconde o rosto na aba do chapéu


olhos cravados no fogo do chão


olha a fumaça subindo pro céu


quebra de um tapa o teu chapéu na testa


esqueça os teus oitenta janeiros


prepare os campos, lá vem a boiada


pela estrada, gritando os tropeiros


tropeiro velho não levanta os olhos


não tem mais força, é o peso da idade


acabrunhado à beira do fogo


está morrendo de tanta saudade


acabrunhado à beira do fogo


está morrendo de tanta saudade.


Tropeiro velho, sou um moço novo


uma proposta te farei agora


me dá teu pala, o arreio e o chapéu


bombacha e botas e o par de esporas


me dá o cavalo e o apeiro completo


vou continuar no teu lugar tropiando


tropeiro velho levantou os olhos


sentado mesmo me abraçou chorando


beijou meu rosto e foi fechando os olhos


entregou tudo e morto tombou


morreu feliz porque vou continuar


as tropiadas que ele tanto amou


morreu feliz porque vou continuar


as tropiadas que ele tanto amou.


Enterrei ele na beira da estrada


pra ver as tropas que passa e se vai


leiam na cruz, vocês vão saber


tropeiro velho era o meu próprio pai


adeus meu pai, tropeiro dos pampas


teu pensamento cumprirá teu filho


estou fazendo aquilo que fizeste


grito à boiada em cima do lombilho


tropeiro velho, hoje descança em paz


estou fazendo aquilo que ele fez


os anos passam, também fico velho


vou esperando chegar minha vez


os anos passam, também fico velho


vou esperando chegar minha vez.


0 comentários

POEIRA DA SAUDADE (DIA DOS PAIS)


DIA DOS PAIS

Meu papaizinho: estas flores
Flores plantadas por mim
Cuidadas por meus amores,
Colhidas no meu jardim

Eu mesma pus a semente
Na terra fofa e macia
E ia regá-las contente
Sem me esquecer um só dia

Vejo o primeiro brotinho
E mais um outro surgiu
E todo o meu jardinzinho
De verde se coloriu

Chegaram flores vaidosas,
Veludos, flocos, cetins.
Eram vermelhas as rosas
Eram de prata os jasmins

Sentia ciúmes danados
Das abelhas, já se vê!
Dos passarinhos ousados,
Das borboletas...Por que?

Por que eu nunca consentia
Que alguém as tocasse, enfim.
E ai das formigas que eu via
Rondando pelo jardim!

Mas hoje foi diferente
Colhi-as sem ter um ai!
Para dá-las de presente
Ao meu querido Papai!

0 comentários

BRINCADEIRAS INFANTIS (Homenagem a meu pai LAUDELINO)


Quero fazer uma singela homenagem ao meu pai, recordando nossas brincadeiras. Meu pai foi um pai amoroso, exemplar, severo, as vezes, mas não me queixo.Me deu carinho, amor e educação. Me ensinou tantas coisas. Quando eu era bem pequena, chegava do trabalho e assobiava o apelido que me dera "TITITA", acho que me acostumei com seu assobio desde bebê.Depois de crescida entendi o que assobiava: "Titita" que vem de "pequetita" e com o tempo passou a me chamar de Tita. Não gostava do apelido, mas adorava o assovio.Só agora entendo todo o carinho que continha esse apelido.




Sempre tinha tempo pra nos dar um colo, fazer cavalinho nos colocando nos joelhos, jogando bola, usando sua criatividade para fazer brinquedos: bichinhos de madeira, bonequinhos, até uma sineta para brincar de aula ele fez para mim.Era só eu pensar num determinado brinquedo e ele sempre encontatrava um jeito de satisfazer a minha vontade.

Devo ter herdado dele o gosto pela leitura, pela poesia. Devo ter herdado dele também a persistência e teimosia. Quantas pequenos detalhes que hoje me vem a lembrança e me emociona.

Se colocasse aqui todos os momentos felizes ao lado do meu pai faltaria espaço e tempo, as brincadeiras,os desenhos, as pinturas,as pescarias. Mas posso resumir tudo dizendo apenas: EU TE AMO MEU PAI !

domingo, 3 de agosto de 2008 2 comentários

DOCES LEMBRANÇAS ( TU - Julio César )

Linda música, linda letra interpretada por Julio Cesar fez muito sucesso nos anos 80.Emocionava os corações românticos e apaixonados.Ainda hoje ao ouví-la fico emocionada.



Tu
Júlio César

Quando tu partiste, me deixaste teu olhar
Triste aqui dentro de mim
Tu estas longe mas posso dizer
Que ainda vives aqui
Tu que sabes quanto eu te amei
Tu que sabes que chorei
Tu muito alem longe daqui
Tu que existes para mim
Se algum dia outro amor eu conhecer
a saudade dormir
Sei cada beijo que eu der há de ser
Em homenagem a ti
Tu que sabes o quanto te amei
Tu que sabes que chorei
Tu muito além longe daqui
Tu que existes para mim

(Tu, que sabes que nunca poderei achar alguém igual a ti

E muito além, muito longe daqui, tu esperas por mim)

Onde estiver, tudo o que fizer, tudo vai dizer,
que estas em mim
Amor, amor, amor...
E cedo ou tarde ao teu lado estarei
E esta dor esquecerei
Cada segundo que sou infeliz
Mais me aproximo de ti;
Tu que sabes quanto eu te amei
Tu que sabes que chorei
Tu muito além longe daqui
Tu,tu existes para mim...
0 comentários

POEIRA DA SAUDADE ( Timidez - Cecília Meireles)

Dentre os poetas preferidos está Cecília Meireles e a poesia abaixo gosto especialmente.


TIMIDEZ

Basta-me um pequeno gesto
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu para sempre te leve...

-mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes

-palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
entre os ventos taciturnos,
apago meus pensamentos,
ponho vestidos noturnos,

-que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
nos ares certos do tempo,
até não se sabe quando...

-e um dia me acabarei.
0 comentários

BRINCADEIRAS INFANTIS ( Ó Meu Belo do Castelo)

Esta não é tão conhecida.Brincávamos muito na infância. Formávamos uma grande roda e outra com apenas 2 meninas. As meninas da grande roda iniciavam e as outras duas respondiam.


Ó meu belo do castelo!
Bota,tira tirarei
________
O que vós quereis?
Bota,tira tirarei
_________
Nós queremos uma menina...
Bota, tira tirarei
________
Qual delas será?
Bota,tira tirarei
________
Nós queremos a ...... (citar o nome)
Bota,tira tirarei
_________
O que dão por ela?
Bota,tira tirarei
_________
Nós daremos .... (ex.: vestido,anel,etc)
Bota,tira tirarei
_________
Ela disse que ... (sim ou não)
Bota,tira tirarei
__________
Diga a ela que venha.
Bota, tira tirarei


A cantiga prossegue até restar duas meninas na roda e então elas reiniciam a brincadeira.Os presentes oferecidos são objetos de uso pessoal, mas também pode ser lua,estrela,coração conforme a exigência da escolhida.

Na nossa inocência não imaginávamos que o "belo do castelo" seria um príncipe, mas nos referíamos como se fosse um castelo mesmo.Agora recordando acho graça da inocência das crianças daquela época comparada a esperteza das crianças de hoje.

 
;