domingo, 6 de julho de 2008

QUADRINHAS (dedicadas ao meu esposo Luiz)

Recordações do tempo de escola, primeiro amor, romantismo. As quadrinhas de amor faziam muito sucesso. Deixo aqui algumas que enviei ao meu primeiro namorado (hoje, marido) e outras que anotava no meu caderno sem coragem de enviar.




Quero bem a letra L
quero bem,adoro,estimo
para não casar contigo
só que não seja destino



Não pode existir canção
de nenhum compositor
que cante toda beleza
contida no nosso amor



Tudo na vida se alcança
dificil é começar
se dar um beijo é difícil
depois difícil é não dar



A carta pede licença
a letra pede perdão
aceita querido amor
lembranças do coração



Que farei com tantos beijos
que guardei para te dar
que farei são todos teus
acho bom vires buscar


Pedir um beijo: cuidado
é falta de educação
o perfeito namorado
é também um bom ladrão

Benzinho se eu pudesse
fazia o dia maior
dava um nó na fita verde
prendia os raios de sol


Recebi dele as seguintes quadrinhas (em 1979)

Eu te conheci

você me conheceu

Eu não te esqueci

Será que você me esqueceu

_________

O primeiro é como o sol

que as nuvens podem cobrí-lo

mas apaga-lo jamais

_________

Meu amor tu não preferes

definir nossa amizade?

Ou dize que não me quer

Ou confesses a verdade

___________

O amor nasce na vida

e mora no coração

viver na correspondência

é viver na ingratidão

_________

Choras? Para que lágrimas querida?

Naturalmente o amor também acaba

Como tudo se acaba nessa vida.

__________

Obs:. Não gostei da última parte, não entendi,não concordei,

mas acho que ele queria me fazer decidir de uma vez.

0 comentários:

 
;