domingo, 29 de junho de 2008 0 comentários

QUADRINHAS

Vasculhando o meu baú de recordações, descobri tantas coisas esquecidas e será muito bom recordar com vocês. Quem não lembra das quadrinhas, ensinadas pelas avós e bisavós, chegando até nós através de nossos pais.Outras mais atuais e também ja esquecidas...ou...nem tão esquecidas assim e ninguém faz uso delas por estarem ultrapassadas, porque não querem passar por "brega"???




Continuo repetindo, nada é ultrapassado,brega,antiquado se nos faz feliz.




Se algo nos traz alegria, se nos faz sorrir e até dar boas gargalhadas recordando bons e velhos tempos, se nos faz sentir novamente as velhas emoções. Então deixemos esses "modismos" de lado e vamos relembrar o que realmente foi bom e valeu a pena.




Tenho tantos guardados mas aceito contribuições de vocês.Podem enviar-me: poesias(com o autor),quadrinhas,brincadeiras infantis,tudo o que ficou pra trás, esquecido nas lembranças.Podem enviar-me por e-mail elizetebcluz@yahoo.com.br terei imenso prazer em partilhar esse espaço com vocês.








Então vamos às quadrinhas:




"Eu sabia tantos verso

que sabia um saco cheio

as formigas me bateram
me deixaram pelo meio"




"Tudo na vida é assim

ninguém na vida é perfeito,

o mau nem sempre é ruim,

e o bom também tem defeito"






"Cupido subiu ao trono

descalço pisando em flor

dizendo:-Viva quem ama!

-Morra quem não tem amor"



"Saudade tristeza boa
doce lembrança de alguém

saudade dor que magoa

mas que no fundo faz bem"

sábado, 28 de junho de 2008 0 comentários

BRINCADEIRAS INFANTIS (Atirei um Pau no Gato)



Continuando as minhas recordações,para relembrar as brincadeiras de roda escolhi esta cantiga não tão esquecida, porque foi a que ficou mais viva na lembrança das pessoas e ainda hoje é transmitida aos filhos .





ATIREI UM PAU NO GATO










Atirei um pau no gato-to
Mas o gato-to
Não morreu-reu-reu
Dona Chica-ca adimirou-se-se
Do berro,do berro
Que o gato deu
Miauuuuu!!!









domingo, 22 de junho de 2008 0 comentários

0 comentários

POEIRA DA SAUDADE(Poesia:"Poeira da Saudade")


Este quadro POEIRA DA SAUDADE inicio com a poesia que leva o mesmo título.



Poeira da saudade

Uma lágrima silenciosa
Rolou nos meus olhos
E alguém perguntou:....
-Você está chorando?
-Não! Respondi:
É uma poeira que está teimando
Em me fazer chorar

Mais uma vez a lágrima teimou
E o mesmo alguém, perguntou:
-E agora, é poeira?
-Sim! Respondi:
Mas é a poeira da saudade!
0 comentários

Brincadeiras Infantis (Ciranda cirandinha)


Ciranda Cirandinha

Ciranda-cirandinha
vamos todos cirandar
vamos dar a meia volta
volta e meia vamos dar.

O anel que tu me deste
era vidro e se quebrou
o amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou

Por isso dona ciranda

entre dentro dessa roda
diga um verso bem bonito
diga adeus e vai s’imbora

 
;